Banco Central aprova aumento de capital do Bradesco no valor de R$ 8 bilhões



Com a operação, o capital social do banco passará de R$ 67,1 bilhões para R$ 75,1 bilhões.

O Banco Central aprovou nesta terça-feira (19) o processo de aumento de capital do Bradesco no valor de R$ 8 bilhões com bonificação de ações na proporção de dois novos papeis para cada 10 detidos pelos investidores.

Com a operação, o capital social da instituição financeira passará a R$ 75,1 bilhões, ante R$ 67,1 bilhões anteriormente, informou o banco em comunicado nesta terça-feira.

Ainda segundo o Bradesco, serão beneficiados acionistas inscritos nos registros do banco em 29 de março de 2019 e as ações passam a ser negociadas ex-bonificação a partir do dia 1º de abril.

O comunicado diz ainda que os juros sobre capital próprio (JCP) mensais serão mantidos, enquanto as ações bonificadas terão incremento de 20% sobre os montantes pagos mensalmente a título de JCP.

Em 8 de fevereiro, o Bradesco anunciou que seu conselho de administração havia registrado proposta para elevar o capital social do banco em R$ 8 bilhões, a fim de aumentar a liquidez das ações no mercado e adequar "saldo das reservas de lucros frente aos limites legais".

Em 2019, as ações preferenciais do Bradesco acumulam alta de cerca de 16,5%, após terem subido quase 30% no ano passado. (Fonte: G1)


COMPARTILHAR