Bradesco paga US$ 14,5 milhões para encerrar ação coletiva de investidores nos EUA


Banco foi acusado em 2016 por investidores de fraudar sua participação em um esquema de propina, e diz que 'a celebração do acordo não representa reconhecimento de culpa'.
 
O Bradesco anunciou nesta segunda-feira (1) que aceitou pagar US$ 14,5 milhões para encerrar uma ação coletiva que investidores moviam contra o banco nos Estados Unidos.

"A celebração do acordo não representa reconhecimento de culpa ou admissão de responsabilidade por parte do Bradesco, mas tem por finalidade evitar incertezas, custos e ônus relacionados à continuação da class action", afirmou o banco em comunicado.

O acordo celebrado na Corte Distrital Sul de Nova York atende investidores que compraram recibos de ações (ADS) do Bradesco entre 8 de agosto de 2014 e 27 julho de 2016.

O Bradesco foi alvo de uma class action em junho de 2016 por investidores nos EUA que acusaram o banco de fraudar sua participação em um esquema de propina, em meio a supostos esforços para evitar uma multa de R$ 3 bilhões e fraquezas em seu sistema de controles internos. (Fonte: G1)


COMPARTILHAR