7 de agosto, Dia Nacional de Luta em Defesa da Vida e dos Empregos



As entidades sindicais do país realizam na próxima sexta-feira, dia 7 de agosto, o Dia Nacional de Luta em Defesa da Vida e dos Empregos.

A data deverá ser marcada por diversas atividades como protesto/luto  pela morte de 100 mil brasileiros e brasileiras, vítimas do novo coronavírus (Covid-19), número que deverá ser atingido ainda esta semana, se o país mantiver o patamar de mais mil vidas perdidas diariamente.

“A tragédia que se abate no país também atinge, além das centenas de milhares de vidas perdidas, a classe trabalhadora, a soberania nacional e a democracia”.

Haverá outras manifestações articuladas entre as centrais, movimento sindical como:

– Estimular que todas as pessoas coloquem um pano preto nas janelas de suas casas como simbologia de adesão à campanha.
– continuar exigindo das autoridades os equipamentos de proteção individual e coletivo para os trabalhadores das categorias essenciais, em especial os da área de saúde;
– Lutar pela manutenção do auxílio emergencial de R$ 600,00, no mínimo, até 31 de dezembro de 2020;
– Ampliar as parcelas do seguro desemprego;
–Liberar crédito para as micro e pequenas empresas;
– Fortalecer o Sistema Único de Saúde (SUS);
– Agir para que o Congresso Nacional derrube os vetos presidenciais que impedem a garantia dos direitos conquistados pelos trabalhadores e trabalhadoras e seus sindicatos, por meio da ultratividade, dos acordos e convenções coletivas de trabalho.


COMPARTILHAR