Março Azul-Marinho: prevenção ao câncer colorretal



DOENÇA SE MANIFESTA NO INTESTINO GROSSO


Março é o mês escolhido para conscientização e prevenção ao câncer colorretal. A doença se manifesta na presença de tumores alocados na região do intestino grosso chamada cólon e no reto (final do intestino, imediatamente antes do ânus) e no ânus. A cor escolhida para esta campanha é o azul marinho.

Este mês foi escolhido porque em 27 de março é celebrado o Dia Nacional de Combate ao Câncer de Intestino. A data é lembrada em todo o país como símbolo de prevenção e tratamento da enfermidade.

A doença se desenvolve gradativamente por uma alteração nas células que começam a crescer de forma desordenada e sem apresentar qualquer sintoma.

Grande parte desses tumores se inicia a partir de pólipos, lesões benignas que podem crescer na parede interna do intestino grosso.

Esta neoplasia é tratável e, na maioria dos casos, curável ao ser detectado precocemente, principalmente, quando ainda não se espalhou para outros órgãos.

Quanto mais cedo o diagnóstico, maiores as chances de cura da doença.

SINAIS E SINTOMAS

Os sintomas mais frequentemente associados ao câncer do intestino são:

- Presença de sangue nas fezes;
-Alteração do hábito intestinal (diarreia ou prisão de ventre que não passa);
 - Dor ou desconforto abdominal;
- Dor ao evacuar;
- Fraqueza e anemia;
- Perda de peso sem causa aparente;
- Alteração na forma das fezes (fezes muito finas e compridas);
- Presença de massa (tumoração) abdominal;
- Mudanças no apetite.

FATORES DE RISCO

Os principais fatores relacionados ao maior risco de desenvolver câncer do intestino são:

- Idade igual ou acima de 50 anos;
- Excesso de peso corporal;
- Alimentação não saudável (pobre em frutas, vegetais e outros alimentos que contenham fibras);
- História familiar de câncer de intestino;
- História pessoal de câncer de intestino, ovário, útero ou mama;
- Tabagismo;
- Consumo de bebidas alcoólicas.

DETECÇÃO PRECOCE E DIAGNÓSTICO

A detecção precoce do câncer é uma estratégia para encontrar um tumor numa fase inicial e, assim, aumentar a chance de tratamento.

Os tumores de cólon e reto (ou colorretal) podem ser detectados precocemente, por meio de dois exames principais: pesquisa de sangue oculto nas fezes e endoscopias (colonoscopia ou retossigmoidoscopias).

 O rastreamento em todas as pessoas acima dos 50 anos é fundamental para a detecção precoce da doença, independentemente de apresentarem sintomas ou não. No entanto, pacientes mais jovens, com histórico familiar de câncer, também devem ser avaliados. A colonoscopia é o principal exame para o rastreamento do câncer colorretal.

TRATAMENTO

É uma doença tratável e frequentemente curável. O tratamento depende, principalmente do tamanho, localização e extensão do tumor.

PREVENÇÃO

O câncer de cólon está intimamente associado a maus hábitos alimentares e, por isso, pode ser prevenido:

- Mantenha o peso adequado;
- Pratique uma atividade física regularmente;
- Cuide da sua alimentação, dando preferência para alimentos in natura e minimamente processados, como frutas, verduras, legumes, cereais integrais, feijões e outras leguminosas, grãos e sementes;
- Evite o consumo de embutidos e carne vermelha;
- Não fume e nem se exponha ao tabagismo. (Fonte: Unimed)


COMPARTILHAR