Caixa Seguridade tem lucro líquido recorrente de R$ 922,4 Mi no 4º trimestre, alta de 22,5%


A Caixa Seguridade encerrou o quarto trimestre de 2023 com lucro líquido recorrente de R$ 922,4 milhões, 22,5% acima do visto no mesmo intervalo de 2022. Em relação ao terceiro trimestre do ano passado, o lucro da holding de seguros, previdência e capitalização da Caixa Econômica Federal subiu 0,6%, de acordo com balanço divulgado nesta quinta-feira.

As receitas operacionais da empresa foram de R$ 1,208 bilhão, crescimento de 22,1% em relação ao mesmo intervalo do ano anterior. Deste total, R$ 679 milhões vieram dos resultados das empresas do grupo, alta de 18,5% em um ano. Outros R$ 529,3 milhões vieram do comissionamento, ou seja, da distribuição dos produtos das investidas na rede da Caixa, um crescimento de 27,1% em um ano.

No ano de 2023, a Caixa Seguridade teve lucro líquido recorrente de R$ 3,482 bilhões, um crescimento de 26,3% em relação a 2022. O retorno sobre o patrimônio líquido (ROE, na sigla em inglês) da companhia foi de 66,2%, 11,6 pontos porcentuais acima do visto no ano retrasado.

No quarto trimestre, 32% do resultado da holding veio do resultado financeiro, ante 28% no quarto trimestre de 2022. No ano passado, a participação do financeiro no lucro foi de 31%, ante 25% no ano anterior. A alta na rentabilidade da carteira de investimentos levou à maior participação do financeiro: o retorno chegou a 90,1% do CDI no quatro trimestre do ano passado, ante 78,7% um ano antes.

A companhia informou ainda que a arrecadação com seguros no último trimestre do ano passado foi de R$ 2,431 bilhões, o que representa um crescimento de 21% em relação ao mesmo intervalo de 2022. Na comparação com o terceiro trimestre do ano passado, a variação foi positiva em 4,5%.

O ramo de melhor desempenho no período foi o prestamista, que é vendido junto com operações de crédito da Caixa. Nele, a arrecadação subiu 79,7%, para R$ 564,7 milhões. No principal negócio, o habitacional, vendido com os contratos de crédito habitacional do banco, os recursos arrecadados subiram 10% em um ano, para R$ 836,3 milhões no quarto trimestre de 2023.

A sinistralidade em seguros das empresas da holding foi de 21%, um número 7,4 pontos porcentuais menor que o do mesmo intervalo de 2022. De acordo com a Caixa Seguridade, a maior queda foi no habitacional, de 18,5 pontos, para 17,1%, diante do menor volume de avisos.

Nos chamados negócios de acumulação, a arrecadação dos produtos de previdência privada foi de R$ 6,049 bilhões no último trimestre do ano passado, alta de 5,6% em relação ao mesmo período de 2022, uma inflexão após alguns trimestres de queda. O volume de reservas de previdência subiu 15,9% em um ano, para R$ 155 bilhões, e a taxa de administração média caiu 0,05 ponto, para 1,12%, refletindo a maior exposição do cliente a fundos mais conservadores.

Em capitalização, a Caixa Seguridade observou arrecadação de R$ 392 milhões, 107,5% maior que a do mesmo período de 2022. Nos produtos de consórcio, o volume arrecadado teve alta de 148,7% em um ano, para R$ 726,6 milhões. (Fonte: Estadão)

Notícias FEEB PR


COMPARTILHAR