Bradesco prevê chegar a 50% dos funcionários em home office  


Presidente do Bradesco, Octavio de Lazari 
       
(Por Fernanda Guimarães)

O Bradesco prevê que vai conseguir alcançar 50% de seu quadro de funcionários em esquema de home office, por conta do coronavírus. Não é pouca gente: o banco tem nada menos do que 100 mil empregados. Nesse momento de isolamento para evitar a propagação da epidemia, o Bradesco já colocou 40% do pessoal em casa. Todos os funcionários pertencentes a grupos de risco (pessoas com mais de 60 anos, gestantes, diabéticos, hipertensos, além de estagiários e aprendizes), que somam 4 mil pessoas, já foram liberados “com orientação expressa” de permanecer em suas residências.

Lockdown. Hoje, o presidente do Bradesco, Octavio de Lazari, falou aos funcionários do banco em vídeo pela intranet. Ele disse que três pessoas já foram confirmadas com o coronavírus no Bradesco. Elas estão sendo monitorados pela área médica do banco, assim como seus familiares. Os colegas que tiveram contato direto com os contaminados foram liberados para casa e também estão sendo monitorados. Foi instituído um comitê emergencial no banco, formado pelo Conselho, presidente, vice-presidente e diretores para agilizar a tomada decisões, com a evolução da pandemia. (Fonte: Estadão)


COMPARTILHAR